Atentado em escola de Indaial?

Mensagens que indicam planos para fazer atentado na EEB Frederico Hardt estão sendo investigadas

Por Aline Christina Brehmer 10/05/2019 - 10:40 hs
Foto: Marcelo Dias/Jornal Café Impresso

Mensagens que circularam pelas redes sociais, envolvendo um suposto plano de atentado na Escola de Educação Básica Frederico Hardt, em Indaial, mobilizaram as polícias Civil e Militar nesta semana.

O diretor da instituição, Ingmar Ewald, conversou com a redação do Café Impresso e explicou que algumas imagens e publicações que davam à entender que estava sendo planejado um atentado haviam sido divulgadas já na semana passada.

“Assim que tomamos conhecimento dessa situação, entramos em contato com a Polícia Militar. Entregamos as postagens e os prints para que fossem iniciadas as investigações”, diz.

Medidas de proteção

Mas nessa semana, na terça-feira, dia 7, outras mensagens de um suposto atentado voltaram a circular. “Dessa vez, acabou indo parar nas redes sociais. Diante das investigações e do que descobrimos até agora, existe a possibilidade que esses adolescentes estivessem fazendo uma brincadeira de péssimo gosto. Independente dessa hipótese ser confirmada adiante ou não, estamos falando de vidas, então o mais prudente foi levar o assunto a sério e deixar as autoridades policiais à par da situação, afinal, é como diz o ditado: “nunca diga nunca”. Infelizmente, não tem como garantir que algo assim não vai acontecer em nossa região, mas sempre torcemos e rezamos para que nunca aconteça”, relata o diretor.

Estava programada para acontecer ontem, dia 9, uma palestra do programa O Vento Nas Escolas, realizada por Bill Jonathan – mas o evento foi cancelado. “O diretor nos procurou e disse que seria melhor cancelar a apresentação dessa vez. Infelizmente, a situação não nos pega de surpresa. Em nossas palestras, sempre estamos acompanhados de um policial armado, que vem de Florianópolis e integra a Comissão de Defesa de Combate às Drogas da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc)”, revela Bill.

Polícia atenta

Ewald garante que todas as providências cabíveis estão sendo tomadas. A situação gerou muito medo nos estudantes e pais, sendo que, segundo o diretor, ontem aproximadamente 80% dos alunos não compareceram às aulas.

“Passamos praticamente toda a quarta e quinta-feira dando orientações aos pais e também aos estudantes devido a tudo que aconteceu. Cheguei a ouvir em algum lugar alguém dizer que hoje muitas famílias transferem a responsabilidade de “ficar de olho” nos filhos para a escola, sem cuidar do que eles estão fazendo em casa, com quem conversam ou o que publicam. Devo dizer que concordo com essas colocações, até porque é muito difícil uma escola gerir isso tudo, temos centenas de alunos matriculados e nosso dever aqui é o de ensina-los”, desabafa.

O comandante da Guarnição Especial de Indaial (GEIn), tenente-coronel Átila Royers, disse que assim que a situação chegou ao conhecimento da polícia, de pronto uma viatura foi incumbida de fazer rondas frequentes pelo local.

“Existe essa possibilidade, como o diretor Ewald falou, de ter sido um trote, mas os policiais estão fazendo rondas frequentes, desde o começo até o fim da aula. Pelos feedbacks que recebi até o momento dos policiais, a situação está sob o controle”, esclarece.

Ele destaca que a GEIn, já há algum tempo, atua com um programa de rondas escolares pela cidade, fazendo contato com os professores, direção e coordenação para ficar à par se existe um algum problema em relação aos estudantes – principalmente envolvendo questões criminais.

A Polícia Civil está à frente das investigações desse caso e os envolvidos serão chamados para prestar esclarecimentos.

Comunicado oficial da EEB Frederico Hardt

“A direção da Escola de Educação Básica Frederico Hardt comunica a todos os pais e alunos que as atividades educacionais transcorrem normalmente na unidade escolar. Podemos salientar que todas as medidas de segurança e monitoramento sobre os “boatos” vinculados estão sento tomadas pela direção, Polícia Militar e Polícia Civil. Todos os envolvidos, direta ou indiretamente, serão notificados a prestar esclarecimentos. Salientando que não estamos obstantes aos acontecimentos, mantendo-nos atentos a todos os desdobramentos – Direção EEBFH”.